Homem que vandalizou e deixou pedaço de bacon em mesquita é condenado nos EUA

Miami, 6 dez (EFE).- Um homem de 37 anos que destruiu as portas e janelas de vidro de uma mesquita da Flórida, nos Estados Unidos, e também deixou um pedaço de bacon no local foi condenado a 15 anos nesta quarta-feira após ter se declarado culpado do crime.

Depois de cumprir a pena, Michael Wolfe ainda deverá ser vigiado pelas autoridades por mais 15 anos, informou um representante da promotoria da Flórida à emissora "NBC".

Para determinar a sentença de Wolfe, o fato de Wolfe ter cometido um crime de ódio foi um agravante. Ele profanou a mesquita Masjid Al-Munin, em Tittusville, no centro da Flórida, em janeiro de 2016.

As câmeras de segurança captaram Wolfe usando uma machete para destruir janelas, lâmpadas e outros objetos que encontrava pela frente enquanto estava dentro da mesquita.

Antes de deixar o templo, ele deixou um pedaço de bacon na entrada da mesquita, sabendo que o porco e seus derivados são considerados impuros pelos muçulmanos. EFE