'Surpresa absoluta': jornais argentinos repercutem derrota para Arábia Saudita na estreia da Copa

Na derrota por 2 x 1 para a Arábia Saudita na estreia da Copa do Mundo do Catar, jornais da Argentina repercutiram a estreia da seleção de seleção de Lionel Scaloni. O "Olé" tentou explicar "o que rolou nos gols da Arábia" e chamou virada no jogo de "surpresa absoluta" e "enxurrada".

Ídolo da Argentina: Messi iguala Cristiano Ronaldo com 7 gols em Copas e fica a um de Maradona

Faz o 'L' na Copa: Cano assiste à estreia da Argentina na Copa do Mundo no estádio

"A Seleção venceu sem surpresas por 1 a 0 com gol de Messi ainda no primeiro tempo, de pênalti, mas no início do complemento a Arábia Saudita saiu com tudo e deu a volta por cima em 2 a 1 em uma enxurrada . Minutos fatais para a equipe de Scaloni, com erros próprios e também acertos do rival. O que aconteceu?", afirmou o jornal.

O "Olé" citou como falhas da seleção argentina o fato de Messi não ter segurado a bola no meio de campo antes do primeiro gol do time rival, e afirmou que houve uma mudança na postura do time da Arábia Saudita, que "ganhou confiança e liderança no campo".

"Do outro lado, a Argentina sentiu o golpe inesperado. Tanto que, cinco minutos depois, estava 2-1 . Comeram as costas de Tagliafico, houve um cruzamento por trás e um primeiro alívio de Cuti Romero. A bola coube a Al Dawsari, que com uma facilidade inexplicável rodou entre três argentinos e pendurou de ângulo, com um remate que Dibu Martínez conseguiu tocar mas não certeiro", analisou o Olé.

Tabela da Copa: Datas, horários e grupos do Mundial do Catar

O "TYC Sports", principal canal esportivo do país, também chamou o resultado de "surpresa" e disse que Arábia Saudita "deu a volta por cima". E depois da derrota, o portal já começou os cálculos de quanto a seleção argentina precisa fazer para garantir espaço nas oitavas de final.

"Um balde de água fria para a Seleção Argentina: foi assim que a Arábia Saudita deu a volta por cima", afirmou o canal.

Já o jornal "Clarín" avaliou a zebra da Argentina como "duro golpe" e "uma estreia inesperada". O periódico destacou a fala do atacante Lautaro Martínez, autor de dois dos gols impedidos, que afirmou que o time perdeu "pelos nossos erros":

"É claro que perdemos o jogo por erros nossos. No primeiro tempo conseguimos fazer mais de um gol. Temos que descansar e pensar no que está por vir, são duas finais. A derrota dói muito porque queria começar o Mundial vencendo, era uma ilusão muito grande. Temos que descansar e pensar em corrigir os erros."

O "La Nacion" afirmou que os dois gols da Arábia Saudita colocaram seleção argentina "de joelhos". O jornal também chamou a derrota de "uma das mais estrondosas" da história do país em Copas:

Simulador: você decide quem será campeão da Copa do Catar

"As caras de espanto em campo são as mesmas de toda a Argentina e do universo futebolístico que acompanhou minuto a minuto a estreia argentina no Catar 2022. A Arábia Saudita, com um estouro de cinco minutos e dois chutes a gol, aniquilou o argentino ilusão na estreia e levou a melhor por 2 a 1, em uma das derrotas mais estrondosas do nosso país na história das Copas do Mundo, talvez comparável ao 0 a 1 contra Camarões na abertura da Itália 90."

O "As" chamou o revés da partida de "derrapada" e "reviravolta que ninguém conseguirá apagar".

"A Argentina tentou sem perturbar, atordoada, impotente. A Argentina que veio para conquistar o título, a do pentacampeonato de Messi, aquela que quer levar seu capitão a um lugar onde nunca o conseguiu, aquela que muitos consideram candidata, acertou em cheio na estreia. Um jogo para a história, um resultado para recordar. Um desastre que coloca Messi e seus companheiros em perigo. Incrível", escreveu o jornal.