Surto: cruzeiro com 800 casos de Covid-19 atraca na Austrália

Cruzeiro atracou em Sidney, na Austrália, com cerca de 800 passageiros infectados pela Covid-19. Foto: Reprodução / Julian Andrews.
Cruzeiro atracou em Sidney, na Austrália, com cerca de 800 passageiros infectados pela Covid-19. Foto: Reprodução / Julian Andrews.
  • Cruzeiro atracou em Sidney, na Austrália, neste sábado com cerca de 800 passageiros infectados pela Covid-19;

  • O presidente da Carnival Australia afirmou que os casos eram assintomáticos ou levemente sintomáticos;

  • O hóspedes infectados que escolheram continuar no navio foram obrigados a se isolar por ao menos cinco dias.

O cruzeiro Majestic Princess atracou em Sidney, na Austrália, neste sábado (12), depois que cerca de 800 passageiros foram detectadas com Covid-19. O navio, que tem 4,6 mil passageiros e tripulantes, deve voltar a seu trajeto nesta tarde.

A operadora do Princess Cruises, Carnival Australia, informou ao The Guardian que os contaminados estavam isolados e que todos os passageiros fizeram um teste rápido de antígeno nas 24 horas anteriores ao atracamento.

De acordo com nota da agência de saúde governamental australiana NSW Health, "os operadores de cruzeiros são responsáveis ​​por garantir que sejam adotadas medidas para manter os passageiros e tripulantes protegidos contra doenças infecciosas, incluindo o Covid-19, de acordo com os Protocolos de Cruzeiro da Costa Leste e da Austrália Ocidental".

Alto risco de transmissão

Segundo a NSW, o risco de Covid-19 no navio é de nível 3, indicando alto risco de transmissão. A agência pública afirmou que monitora a saúde dos passageiros e tripulantes.

A operadora do navio disse que está auxiliando os viajantes, e que os passageiros que desembarcaram realizaram o teste de antígeno no dia anterior.

Já os hóspedes infectados que quiseram continuar no navio tiveram que se isolar por ao menos cinco dias.

A presidente da Carnival Australia, Marguerite Fitzgerald, afirmou que todos os casos registrados eram assintomáticos ou levemente sintomáticos.

Média móvel de casos cresce no Brasil

Na última sexta-feira (11), o país registrou 46 morte por Covid-19 e 20.914 casos da doença;

Desse modo, o Brasil chega a 688.705 mortes e 34.949.418 infectados pelo Sars-CoV-2 desde o começo da pandemia.

*Com informações da Folhapress.