Surto de sarampo ataca norte do Brasil

Um surto de sarampo ataca os estados de Amazonas e Roraima, no norte do Brasil.

Um surto de sarampo ataca os estados de Amazonas e Roraima, no norte do Brasil, país que em 2016 foi certificado por erradicar o vírus, informou nesta segunda-feira o Ministério da Saúde.

Até 20 de junho, 463 casos (200 em Roraima e 263 no Amazonas) foram confirmados, precisou o Ministério da Saúde em um boletim, acrescentando que outros 1.545 estão sob investigação.

As únicas duas mortes por sarampo desde o início do ano foram registradas em Roraima, estado limítrofe com a Venezuela e principal receptor do crescente fluxo de imigrantes provenientes deste país. Justamente dois venezuelanos faleceram no começo de 2018 em consequência da doença.

Segundo estudos de laboratório, a cepa do vírus encontrado no Brasil é a mesma em circulação na Venezuela, país que sofre uma severa crise política e econômica, com elevada escassez de alimentos, produtos básicos e remédios.

Quase 50 mil venezuelanos cruzaram a fronteira terrestre e buscaram legalizar sua situação no Brasil nos últimos três anos, a maioria em Roraima.om o ressurgimento do vírus, o estado instalou um posto de vacinação na fronteira e realiza campanhas de vacinação entre os imigrantes.

A organização de direitos humanos Survival International informou no final de semana que o sarampo também está atacando populações indígenas yanomamis na fronteira entre Brasil e Venezuela.

Segundo a organização, ao menos 23 indígenas buscaram atendimento no território brasileiro devido à doença.