Surto de varíola dos macacos representa emergência de saúde global, diz OMS

Por Jennifer Rigby, Natalie Grover e John Revill

23 de julho (Reuters) – A rápida disseminação do surto de varíola dos macacos representa uma emergência de saúde global, o nível mais alto de alerta emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), disse o diretor-geral da agência, Tedros Adhanom Ghebreyesus, neste sábado.

O rótulo da OMS --uma "emergência de saúde pública de interesse internacional"-- foi projetado para soar um alarme sobre a necessidade de uma resposta internacional coordenada e pode liberar financiamento e esforços globais para colaborar no compartilhamento de vacinas e tratamentos.

Membros de um comitê de especialistas reunidos na quinta-feira para discutir a possível recomendação ficaram divididos sobre a decisão, disseram duas fontes à Reuters sob condição de anonimato, mas a decisão final cabe ao diretor-geral da agência da ONU.

Ao anunciar sua decisão de declarar emergência de saúde durante uma coletiva de imprensa em Genebra, Tedros confirmou que o comitê não conseguiu chegar a um consenso, com nove membros contra e seis a favor da declaração.

Houve mais de 16.000 casos de varíola dos macacos em mais de 75 países e cinco mortes na África até o momento neste ano.

Até agora, o rótulo havia sido aplicado apenas à pandemia de coronavírus e aos esforços contínuos para erradicar a poliomielite.

(Reportagem de Jennifer Rigby e Natalie Grover em Londres e John Revill em Zurique)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos