Suspeita de emboscada no PSG, Diallo já passou férias com a colega e vítima; Jogadora pode ser ouvida nesta sexta

·2 min de leitura

Presa nesta quarta-feira suspeita de armar uma emboscada à companheira de PSG Kheira Hamraoui, a meio-campista Aminata Diallo era muito próxima da vítima. Nas redes sociais, as duas aparecem juntas em mais de uma publicação e já chegaram a passar férias juntas.

No perfil de Diallo no Instagram, o arquivo de stories reúne fotos das duas em Zanzibar (Tanzânia) e Dubai (Emirados Árabes). Além de fazer as postagens ao lado da amiga, Diallo repostava as que Kheira posava ao seu lado, todas em meio a emojis de coração e carinho.

Em fotos postadas na sua linha do tempo no fim do ano passado, Diallo posa ao lado de Kheira e Aissatou Tounkara, atleta do Atlético de Madrid e também parte da seleção francesa. "Conexão francesa", escreve em uma das postagens. Em outra, num restaurante, comemora a chegada do novo ano: "Vamos ver o que 2021 tem a oferecer". Kheira assinou com o PSG em julho de 2021.

Técnica do Lyon, próximo adversário do PSG no Campeonato Francês, Sonia Bompastor lamentou o caso e a possível repercussão à modalidade.

— Me chocou pessoalmente. Ainda estou um pouco chocada. Nem entre os homens vimos uma coisa assim. É algo negativo para o futebol feminino.

Diallo segue presa e ainda não se manifestou, segundo a promotoria. Caso as autoridades decidam que a jogadora se apresente a um juiz, isso deve acontecer nestas sexta-feira. Em Lyon, um homem suspeito de ter envolvimento com o caso, mas sem conexão aparente com a jogadora, também foi detido.

No próximo domingo, o PSG enfrenta o Lyons pelo Campeonato Francês, em jogo que vale a liderança. O clube cancelou entrevista marcada para esta sexta-feira e fechou o treinamento do time feminino. Segundo a emissora francesa "Eurosport", Hamraoui está bem, apesar dos ferimentos. Afastada da última partida, contra o Real Madrid, a atleta já conseguiu fazer exercícios em uma bicicleta ergométrica.

Aminata Diallo é suspeita de contratar agressores para agredir a companheira de equipe, Kheira Hamraoui. Na última quinta-feira, ela ofereceu uma carona a Hamraoui após um evento do clube. No caminho, foram emboscadas por dois homens usando máscaras.

Os agressores espancaram apenas Hamraoui com barras de ferro, focando na região das pernas. Nada foi roubado das jogadoras, e Diallo passou ilesa. Segundo o jornal francês "L'Equipe", há testemunhas do ocorrrido.

Enquanto a atleta se recuperava dos ferimentos, Diallo foi titular no PSG. Ela atuou na vitória do clube parisiense por 4 a 0 sobre o Real Madrid, pela Champions League, na terça-feira. Em nota divulgada após a prisão da meia, o PSG repudiou a violência e afirmou que está prestando auxílio às autoridades na investigação do caso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos