Suspeito de ataque a marido de Pelosi se declara inocente

O homem acusado de atacar com um martelo o marido da presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, se declarou inocente de tentativa de homicídio e outras acusações nesta terça-feira (1º), diante de um tribunal de San Francisco, na Califórnia, reportou a imprensa americana.

David DePape, de 42 anos, permanecerá em prisão preventiva após sua breve declaração sobre o ataque a Paul Pelosi na madrugada da última sexta-feira.

DePape vestia roupa de presidiário laranja e apenas falou para responder a perguntas processuais, informou o jornal San Francisco Chronicle.

A juíza Diane Northway assinou uma ordem que proíbe DePape de estar em contato com a vítima e sua esposa, ou de se aproximar a menos de 137 metros de sua casa.

O suspeito, natural da Califórnia, foi detido na madrugada da última sexta-feira depois de invadir a mansão de Pelosi em San Francisco, com a intenção de amarrar a líder do Partido Democrata, que se encontrava em Washington naquele momento.

Ao não encontrar seu alvo, DePape ameaçou quebrar os joelhos de Paul Pelosi com um martelo se ele não confessasse as "mentiras" dos democratas, informou o Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

O suspeito, que levava consigo fita adesiva, corda, abraçadeiras e outros objetos, segundo o Departamento de Justiça, atacou o marido da presidente da Câmara, de 82 anos, com golpes de martelo na cabeça.

DePape enfrenta acusações tanto na Justiça estadual como na federal.

A promotora do distrito de San Francisco, Brooke Jenkins, disse na segunda-feira que o réu enfrentará acusações de tentativa de assassinato, roubo em domicílio, agressão com arma letal, maus-tratos a idosos, detenção ilegal de um idoso, assim como ameaças a um funcionário público e à sua família.

Se for declarado culpado das acusações na Justiça estadual, o acusado enfrenta penas de entre 13 anos e prisão perpétua, segundo Jenkins.

Na segunda, as autoridades federais acusaram DePape de tentar sequestrar um funcionário americano e de agredir a sua família por suas ações em seu trabalho.

hg/dw/dga/atm/rpr/mvv