Suspeito de atear fogo no Parlamento sul-africano é acusado de terrorismo

A justiça sul-africana acusou o Zandile Christmas Mafe de terrorismo após o incêndio devastador no Parlamento sul-africano. O sem-teto de 49 anos teria detonado um artefato, além de ter cometido outras infrações, mas passará por uma avaliação psiquiátrica após um diagnóstico inicial de esquizofrenia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos