Suspeito de esfaquear jornalista da Globo é transferido para a Papuda

·2 min de leitura
Gabriel Luiz. jornalista da Globo, teve perfurações em diversas partes do corpo, foi submetido a cirurgias e está internado em um hospital particular da capital. (Foto: Reprodução/Instagram @gabluiz)
Gabriel Luiz. jornalista da Globo, teve perfurações em diversas partes do corpo, foi submetido a cirurgias e está internado em um hospital particular da capital. (Foto: Reprodução/Instagram @gabluiz)

Resumo da notícia

  • Suspeito de esfaquear jornalista da Globo teve prisão convertida em preventiva e foi transferido para a Papuda

  • Adolescente suspeito de participar do crime está no Núcleo de Atendimento Integrado

  • Gabriel Luiz levou dez facadas na última quinta (14) e segue internado

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal converteu a prisão de José Felipe Leite Tunholi em preventiva. Ele é suspeito de esfaquear o jornalista Gabriel Luiz, da TV Globo, na última quinta-feira (14). Segundo informações do Correio Brazilianse, o TJ-DF transferiu o jovem de 19 anos para o Complexo Penitenciário da Papuda, onde ficará por tempo indeterminado.

Em relação ao adolescente de 17 anos suspeito de participar do crime, ele está no Núcleo de Atendimento Integrado (NAI), ligado à Subsecretaria de Políticas para Crianças e Adolescentes. A Polícia Civil não divulgou quando será a audiência de custódia do jovem.

Os dois suspeitos foram identificados no dia seguinte ao ataque. O jornalista teve de ser internado e passou por quatro cirurgias. Ele está consciente, mas o estado de saúde ainda é considerado grave. Não há previsão de alta.

Gabriel Luiz estava perto ao condomínio onde mora, no Sudoeste, no Distrito Federal, quando foi abordado pelos dois jovens. O jornalista levou 10 facadas no pescoço, na perna esquerda e no abdômen.

A Polícia Civil trata o caso como tentativa de latrocínio. Cerca de 20 horas depois do crime, os suspeitos foram capturados pelas autoridades.

Confissão dos suspeitos

A 3ª Delegacia de Polícia prendeu um homem e apreendeu um adolescente, que confessaram envolvimento na noite de sexta- feira (16). Os policiais refizeram o caminho dos suspeitos com a ajuda das câmeras de segurança.

“Com base nessas imagens, conseguimos vincular que esses indivíduos saíram da região da QRSW 3, na região do Sudoeste, e foram em direção ao local onde ocorreram os fatos. E, após o crime, retornaram para o mesmo endereço. No local próximo onde o celular da vítima foi localizado, era o endereço onde um dos autores estava passando uns dias, estava ali, na verdade, na casa de uma amigo. ele mora no Cruzeiro”, afirmou o delegado Douglas Fernandes, em entrevista para o portal G1.

Ainda de acordo com os policiais, o menor segurou Gabriel e o imobilizou com um golpe mata- leão, enquanto o maior desferiu as facadas, o adolescente acabou sendo ferido na perna durante a ação.

Ele pediu à mãe de um amigo que o levasse a um hospital, e afirmou ter sido vítima de um assalto. Na delegacia o menor acabou dando versões contraditórias na hora de registrar o suposto assalto.

"Ao ser entrevistado, ele começou a apresentar diversas contradições e, por fim, acabou confessando que, na verdade, não tinha sido vítima de roubo e sim havia levado uma facada do próprio comparsa durante a ação criminosa. Enquanto ele estava dando um mata-leão na vítima, o outro autor ficou esfaqueando, a vítima tentando se desvencilhar, e durante isso ele levou facadas na perna. Ficou lesionado na perna. Foi para o Hospital de Base", afirmou o delegado ao G1.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos