Suspeito de matar estudante da Unicamp com 28 facadas confessa crime

Suspeito de matar estudante está preso e confessou o crime - Foto: Getty Images
Suspeito de matar estudante está preso e confessou o crime - Foto: Getty Images
  • Suspeito de matar estudante da Unicamp confessou o crime, de acordo com a polícia

  • Ele foi detido na última quarta-feira, três dias após o assassinato

  • Michael Douglas explicou que desferiu 28 facadas em Mayara Valentim para roubar o celular dela

A polícia confirmou que o suspeito de matar a estudante Mayara Roquetto Valentim em São João da Boa Vista confessou o crime. A informação foi divulgada pelo G1 nesta quinta-feira (19).

O delegado da cidade do interior paulista Fabiano Antunes Almeida confirmou a confissão ao portal. Segundo ele, Michael Douglas da Silva, de 28 anos, disse que matou a jovem, de 23, para roubar o celular dela.

“Ele viu que ela estava usando um telefone celular e foi para roubar. Ela se negou a entregar, então ele a matou. O que ele falou foi isso”, disse o delegado ao G1.

O aparelho de Mayara foi encontrado com o suspeito no momento de sua detenção, na última quarta (18). A explicação vai ao encontro do que vinha se apresentando à polícia após a possibilidade de crime sexual ter sido descartada.

“Falei com o médico ontem, estava tudo íntegro. Ele [suspeito] falou que abaixou um pouco as calças dela para ver se tinha mais pertences, mas ele não mexeu, não”, contou Fabiano.

Relembre o caso

Michael Douglas foi detido pela Polícia Civil e o Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) da Polícia Militar de Piracicaba em meio a um matagal na Serra da Paulista.

O rapaz de 28 anos desferiu 28 facadas contra a estudante da Unicamp na manhã de domingo (15). Ela havia saído para uma caminhada quando foi assassinada pelo criminoso.

O corpo foi encontrado à noite com ferimentos na mão, braço, tórax e cabeça em uma região conhecida como “Vale dos Gnomos”, próximo a uma trilha bastante usada por moradores e turistas.

Cães farejadores encontraram roupas de Michael na cena do crime.

Suspeito havia tentado matar vizinha

Ao identificar Michael como responsável pelo assassinato, a polícia descobriu que o rapaz havia tentado matar outra mulher momentos antes, ainda no sábado (14). Uma vizinha só sobreviveu ao ataque do rapaz porque a arma utilizada por ele falhou.

Segundo os relatos, o homem chegou a apontar o revólver para a mulher na pensão onde vivem. Os familiares explicaram que o suspeito sofre de esquizofrenia.

"Ele atraiu sua vizinha até o quarto e pediu para ela ajudar a puxar um armário. Assim que ela entrou, ele deu uma coronhada na cabeça dessa moça e efetuou dois disparos, mas a arma falhou. Eles entraram em luta corporal, ela pediu socorro e ele fugiu”, contou o delegado Fabiano Antunes.

Ainda de acordo com o responsável pelo caso, Michael teria escapado para uma área de mata fechada. Lá, encontrou Mayara e a matou.

“Ele tem passagens pela polícia por crime de violência doméstica e porte ilegal de arma", esclareceu Antunes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos