Suspeito de matar jovem após discussão movida por esbarrão em Rio Verde é preso

·2 min de leitura
A confusão que terminou em morte foi filmada por um homem que passava pela rua no momento do crime, e aconteceu no dia 14 de dezembro.
A confusão que terminou em morte foi filmada por um homem que passava pela rua no momento do crime, e aconteceu no dia 14 de dezembro. (Foto: Getty Images)

Um homem suspeito de matar a tiros um jovem de 26 anos após uma discussão motivada por um esbarrão foi preso na terça-feira (4), em Goiás. O suspeito, identificado como Paulo Vieira Xavier, de 52 anos, foi detido na cidade de Nerópolis (GO).

A confusão que terminou em morte foi filmada por um homem que passava pela rua no momento do crime, e aconteceu no dia 14 de dezembro, em um restaurante de Rio Verde, sudoeste de Goiás. O homem chegou a ser baleado no pescoço durante a discussão, mas conseguiu tomar a arma e atirar contra Jaime Félix das Neves Filho.

De acordo com as investigações, Jaime se irritou com um esbarrão dado por Paulo e deu início à confusão após um xingamento. Em um dado momento, a vítima saiu do restaurante e disse que buscaria uma arma de fogo. O suspeito de homicídio então se armou com um facão e ficou aguardando o retorno do rapaz.

Quando a vítima voltou ao restaurante, Paulo deu dois golpes com o facão no pescoço de Jaime. A vítima, então, começou a atirar na direção do adversário e acabou acertando um tiro no pescoço de Paulo.

E segundo a polícia, no decorrer da briga, já em luta corporal, o investigado conseguiu tomar o revólver das mãos do jovem que estava ferido pelo facão, e atirou na vítima, matando-a.

Paulo foi socorrido e levado ao hospital. Na época, não chegou a ser preso em flagrante porque a polícia não tinha provas suficientes.

Durante as investigações, a polícia produziu um relatório de investigação, incluindo oitivas de testemunhas e imagens de circuito de segurança, que comprovaram a intenção de Paulo em matar Jaime.

Com isso, foi pedido um mandado de prisão contra ele. O homem foi preso em Nerópolis e vai responder por homicídio. Ele ainda não foi interrogado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos