Suspeito de fingir passar mal e dar calote de R$ 6 mil é solto em Goiás

·1 min de leitura

RIO — Ruan Pamponet Costa, de 28 anos, foi colocado em liberdade na tarde desta terça-feira. Suspeito de fingir passar mal e dar calote em um bar de Goiânia no último sábado, ele teve a liberdade provisória concedida pelo Poder Judiciário.

Pamponet estava detido na Casa do Albergado, na capital goiana. Ele deixou a unidade prisional por volta das 15h.

O suspeito estava preso desde sábado quando o gerente de um bar chamou a polícia pois Pamponet teria tentado sair sem pagar. Na ocasião, o chefe do estabelecimento afirmou que Pamponet tinha se apresentado como jogador de futebol.

Mas na hora de pagar a conta, que chegou a R$ 6,2 mil, considerando os 10% da taxa de serviço, Pamponet começou a passar mal e chamou uma equipe do Corpo de Bombeiros para ser socorrido.

Pamponet foi preso em flagrante e a juíza Lívia Vaz da Silva determinou o pagamento de fiança de R$ 10 mil. Nesta segunda-feira, outra magistrada, Maria Antônia de Faria, concedeu a liberdade provisória sem a necessidade de pagar a fiança.

Na decisão, Marian Antônia determinou que o suspeito está proibido de frequentar bares e prostíbulos, deve ficar em casa durante a noite nos dias de folga, não pode se aproximar de testemunhas ou vítimas, tem obrigação de manter o endereço atualizado e deve comparecer sempre que chamado pelo Judiciário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos