Suspeito de matar advogado no Centro do Rio foi preso por roubo com facão na mesma região em 2018

Wilson José Câmara de Oliveira, de 37 anos, principal suspeito de envolvimento na morte do advogado Victor Stephen Coelho, de 27, morto a facadas, no Centro do Rio, foi preso por um roubo em 2018, na mesma região da cidade, usando um facão. Ele teria roubado uma mochila e tentou atingir com a arma um amigo da vítima. No último dia 27, o Plantão Judiciário expediu um mandado de prisão temporária contra Wilson.

Apelo antes do crime: 'Por favor, não me bate', implorou advogado morto no Centro do Rio

Ao todo, Wilson tem sete passagens pela polícia desde 2005, a maior parte delas por roubo. Ele foi condenado quatro vezes e recebeu penas que, somadas, chegam a 18 anos 9 meses de prisão; a primeira delas, em 2008, por porte de arma de fogo de uso restrito. Em 2013, Wilson recebeu uma nova condenação, desta vez por associação criminosa, a cinco anos e 4 meses de prisão. No mesmo ano, nova condenação, desta vez por um roubo em Nova Iguaçu cometido em 2011; a pena foi de cinco anos e cinco meses de reclusão.

Um ano depois, em 2014, Wilson foi novamente preso, e mais uma vez por roubo. Segundo o registro de ocorrência 010-10091/2014, feito na 10ª DP (Botafogo), policiais militares patrulhavam o entorno de um shopping no bairro quando ouviram gritos de "pega ladrão" e viram Wilson fugindo. Perseguiram o suspeito e o detiveram com a bolsa de uma mulher. A vítima do roubo reconheceu Wilson ainda no local da prisão. Por esse crime, ele foi condenado, mais uma vez a cinco anos de prisão.

Depois de quatro anos sem aparecer nos registros da polícia, Wilson José de Oliveira voltou a ser preso na ocorrência com o facão no Centro. O crime, segundo a denúncia do Ministério Público, ocorreu na tarde de 23 de outubro de 2018, na Avenida Rio Branco. Wilson furtou a mochila da banca de um camelô e fugiu; um outro camelô o perseguiu e o acusado tentou atingi-lo com golpes de um facão. Vendo a situação, outros pedestres começaram a perseguir Wilson, que acabou sendo capturado por agentes do Centro Presente.

Antes de ser condenado por esse crime, porém, Wilson conseguiu deixar a prisão em novembro do ano passado, ao obter uma progressão de regime no cumprimento de uma de suas penas. Menos de um ano após deixar a cadeia, acabou se envolvendo novamente em um roubo, que desta vez terminou com a morte de Victor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos