Suspeito de matar delegado há mais de 20 anos no Espírito Santo é preso no Rio

·1 minuto de leitura

Numa ação conjunta, agentes do 2º Departamento de Polícia de Área (DPA) e da Subsecretaria de Inteligência (SSI) prenderam, nesta segunda-feira, o foragido da Justiça Francisco da Cunha Crespo, de 64 anos. Ele é acusado do assassinato do delegado Edilson Caetano, de 27 anos, ocorrido em 1994. Francisco estava no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, onde se escondia há mais de 20 anos, informou a delegada Carolina Salomão Albuqurque, diretora do 2º DPA.

De acordo com a polícia, Francisco era associado à Scuderie Detetive Le Cocq, grupo de extermínio com envolvimento em atividades paramilitares e com o crime organizado. Ele responde pelo homicídio do delegado, ocorrido em 3 de julho, em Vila Velha, no Espiríto Santos. O processo é da 4ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça daquele estado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos