Suspeito de matar mulher a facadas é preso no Centro do RJ; crime aconteceu no réveillon em São Gonçalo

Marjoriê Cristine
·2 minuto de leitura

RIO — Um homem suspeito de matar uma mulher a facadas na virada de 2021 foi preso nesta terça-feira, dia 16, no Centro do Rio de Janeiro, pelo setor de inteligência da Polinter. Michell da Silva Rocha tinha um mandado de prisão temporária por homicídio qualificado e estava foragido da Justiça desde o dia 1 de janeiro. O crime aconteceu por volta das 3h, no bairro Boavista, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do estado. A vítima era Verônica Silvestre de Souza, de 32 anos, que deixou uma filha de 12 anos e não tinha qualquer envolvimento com o agressor.

Segundo as investigações, logo após o réveillon, o autor do feminicídio se dirigiu à uma festa, na residência de um amigo. No local, havia bebida alcoólica liberada e a maioria dos convidados usava drogas. Houve um desentendimento do agressor com o anfitrião e com a vítima, quando ele esfaqueou a mulher até a morte. Ela chegou a ser levada para o Hospital Zé Garoto, mas já chegou sem vida.

O suspeito fugiu logo após cometer o crime. A dona da casa onde o crime ocorreu, que era amiga de Verônica, e o filho dela chegaram a prestar depoimentos na Delegacia de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São (DHNISG).

— O acusado não tinha nenhuma passagem pela polícia. Em depoimento, ele disse que estava embriagado com álcool e drogas e que "não se lembrava" do que havia acontecido. Outras pessoas que tentaram proteger a vítima também foram agredidas — afirmou o delegado Mauro Cesar, titular da Polinter.

O agressor estava foragido deste então e, após trabalho de inteligência e monitoramento da Divisão de Capturas e Polícia Interestadual, ele foi preso em um bar, no Centro da capital Fluminense. Após prestar depoimento, o acusado será encaminhado à Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), onde ficará à disposição da Justiça.