Suspeito no desaparecimento de 8 pessoas da mesma família é preso

Homem estava com as mãos queimadas, segundo delegado

Suspeito de envolvimento no desaparecimento de 8 pessoas da mesma família foi preso pela Polícia Civil do Distrito Federal (Foto: PCDF/Divulgação)
Suspeito de envolvimento no desaparecimento de 8 pessoas da mesma família foi preso pela Polícia Civil do Distrito Federal (Foto: PCDF/Divulgação)
  • Polícia prende suposto envolvido no desaparecimento de oito pessoas da mesma família;

  • Homem estava com as mãos queimadas, segundo delegado;

  • Seis corpos foram encontrados carbonizados em veículos pertencentes aos desaparecidos.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, na manhã desta terça-feira (17), um suposto envolvido no desaparecimento de oito pessoas da mesma família. Gideon Batista de Menezes, de 55 anos, foi encontrado no Recanto das Emas, no Distrito Federal, e levado para a 6ª Delegacia de Polícia, no Paranoá, responsável pela investigação.

Ao g1, o delegado Ricardo Viana disse que o suspeito tinha as mãos e braços queimados. À Polícia, o homem contou que se queimou ao tentar atear fogo em cachorros em uma fazenda. Até o momento, seis corpos foram encontrados carbonizados em dois carros pertencentes aos desaparecidos. A possível relação do homem com o crime ainda não foi esclarecida pela polícia.

Conforme apurado pelo Correio Braziliense, Gideon é amigo da família e prestava serviço para Marcos Lopes, sogro da cabeleireira Elizamar Silva. Os dois estão sumidos.

Quem são os desaparecidos?

  • Elizamar Silva, de 39 anos;

  • Os gêmeos Rafael e Rafaela, de 6 anos, filhos de Elizamar;

  • Gabriel, de 7 anos, filho de Elizamar;

  • Thiago Gabriel Belchior de Oliveira, de 30 anos, marido de Elizamar;

  • Marcos Antônio Lopes de Oliveira, de 54 anos, pai de Thiago;

  • Renata Juliene Belchior, de 52 anos, mãe de Thiago;

  • Gabriela Belchior de Oliveira, de 25 anos, irmã de Thiago.

Entenda o que aconteceu

Elizamar sumiu na quinta-feira (12) depois de sair com os três filhos mais novos para buscar o companheiro na casa dos pais dele, em Itapoã (DF). Ela mora em Santa Maria (DF) e vive há dez anos com o marido. Também é mãe de um rapaz de 24 anos e uma jovem de 18 anos.

Um dia após desaparecer, o veículo dela foi encontrado carbonizado com quatro corpos dentro, próximo à Cristalina (GO), no entorno do DF. À TV Globo, a filha mais velha de Elizamar disse que reconheceu o carro e que a família aguarda o resultado do exame de DNA, realizado pelo IML (Instituto Médico Legal), para identificar os corpos.

Já no domingo (15), foi registrada uma ocorrência na 33ª Delegacia de Polícia, em Santa Maria, sobre o desaparecimento de Thiago, marido de Elizamar, e da família dele.

Na madrugada desta segunda-feira (16), a Polícia Civil do DF encontrou dois corpos dentro de um carro carbonizado que pertencia ao pai de Thiago em Unaí (MG).

De acordo com uma testemunha, Elizamar e Thiago brigaram antes de desaparecerem.