Suspeito por sumiço de indigenista e jornalista depõe à polícia, diz Governo do AM

BRASÍLIA, DF, E MANAUS, AMAZONAS (FOLHAPRESS) - A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas informou que um suspeito de envolvimento no desaparecimento de jornalista britânico Dom Phillips, do jornal Guardian, e do indigenista Bruno Pereira presta depoimento na noite desta terça-feira (7).

Por enquanto, cinco pessoas foram ouvidas no caso, mas só este na condição de suspeito —as demais quatro prestaram depoimento como testemunhas.

As autoridades no estado não informaram os nomes dos depoentes e disseram ainda que "não há confirmação de pessoas presas por envolvimento no caso".

A secretaria diz que "está tomando todas as medidas cabíveis para auxiliar na elucidação do caso, em colaboração ao Ministério Público Federal, Polícia Federal e Funai [Fundação Nacional do Índio]".

O subcomandante da Polícia Militar do Amazonas, coronel Agenor Teixeira Filho, afirmou que duas pessoas chegaram a ser detidas para averiguação nesta terça-feira (7), por terem desavenças anteriores com Bruno Pereira. No entanto, elas não foram presas, e a secretaria não confirma oficialmente se tratarem de suspeitos do desaparecimento.

O subcomandante disse que elas estavam custodiadas pela Polícia Federal no município de Tabatinga para serem ouvidas. "Tudo está sendo investigado para que a gente possa ter mais informações e entender o que ocorreu com os dois", afirmou.

O subcomandante da PM afirmou que a operação de buscas desta terça-feira começou por volta das 5h30. À tarde, recebeu reforço da equipe enviada de Manaus.

Os mergulhadores não chegaram a atuar nos rios, embora estivessem nas embarcações, porque não foram encontrados vestígios da embarcação ou sinais de conflitos. "Eles mergulham quando a gente identifica um local e suspeita que possa ter algo lá", disse.

Segundo o coronel, os policiais especialistas em busca na selva encostaram nas margens e entraram em área de mata para apurar se embarcação teria sido arrastada e nem um indício foi encontrado. O subcomandante da PM informou que as buscas serão retomadas nesta quarta-feira (8).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos