Suspeitos confessam ter matado jornalista britânico e indigenista na Amazônia, diz BandNews

Homem é escoltado por agentes da PF, em meio às buscas por Dom Phillips e Bruno Pereira

SÃO PAULO (Reuters) - Os dois homens presos por suspeita de envolvimento no desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Pereira confessaram ter matado e esquartejado os dois na floresta amazônica, informou a emissora BandNews nesta quarta-feira.

A Polícia Federal disse em comunicado na quarta-feira que ainda estava procurando por Phillips e Pereira no que descreveu como uma investigação de homicídio, após a prisão de dois suspeitos no caso.

Testemunhas da Reuters no local viram a polícia levar uma pessoa para o rio onde os homens desapareceram na semana passada.

(Por Peter Frontini)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos