Suspeitos de matar travesti são presos em Goiânia

Três homens são suspeitos de matar travesti em Goiânia. Foto: Getty Images.
Três homens são suspeitos de matar travesti em Goiânia. Foto: Getty Images.
  • Atirador tem apenas 21 anos

  • Suspeito de matar travesti afirma que eles tinham desavença antiga

  • Execução pode ter sido por dívida de drogas

Três homens suspeitos de matar uma travesti em Goiânia (GO) foram presos. Segundo o tenente Bruno Alves, da Rotam (Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas), o atirador era um jovem de 21 anos. Ele estava acompanhado de outros dois jovens, um que dirigiu o carro e outro que presenciou o crime.

Ainda de acordo com o tenente, em entrevista ao portal G1, a vítima tinha 25 anos e tentou fugir, conforme mostram imagens gravadas por uma câmera de segurança do local. O homem teria se aproximado e disparado diversas vezes contra a mulher.

“Recebemos a denúncia de um homem armado em bar, ele arremessou a pistola para debaixo do balcão, os agentes fizeram a apreensão da arma e viram que era do calibre 765. Já sabíamos que tinham usado uma dessa com essa travesti, e o suspeito afirmou que tinha matado”, afirmou o tenente.

Moradores da região relatam que nunca viram a vítima e que no dia do crime ouviram cerca de dez tiros. Vídeos do local revelam a travesti segurando uma mala e uma pequena bolsa, quando é surpreendida por um homem armado. Ela então solta a mala e começa a correr. Ela á atingida nas costas e morre no loca.

Os suspeitos foram presos na madrugada desta sexta-feira (13). O crime, no entanto, ocorreu no dia 22 de abril. Em vídeo feito durante a abordagem, um dos suspeitos confessa aos policiais que matou a travesti, justificando que eles teriam uma desavença. Segundo o tenente, eles teriam brigado por conta de uma dívida de drogas e que o suspeito comprou uma arma há um mês.

No vídeo gravado pelos policiais, o jovem conta que outro suspeito marcou com a vítima no local do crime, mas que ele foi o autor dos disparos. Os três foram encaminhados para a Central de Flagrantes.

A Rotam relatou que apreendeu 50 comprimidos de ecstasy, 20 litros de lança-perfume e o carro e a arma utilizados no crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos