Suspense persiste na Alemanha a um mês das eleições legislativas

·3 minuto de leitura
A chanceler alemã Angela Merkel no Parlamento de Berlim em 25 de agosto de 2021

A Alemanha, famosa por sua estabilidade e previsibilidade, avança para um futuro incerto a apenas um mês de eleições repletas de suspense, que encerrarão a era Angela Merkel e podem coroar os social-democratas.

Independente do resultado, a maior economia da Europa se prepara para vários meses de negociações complexas para a formação de um novo governo de coalizão, com vários cenários possíveis diante da ausência de um claro favorito.

Nenhum candidato à sucessão da chanceler, que está no poder há 16 anos, parece convencer os 62 milhões de eleitores alemães que devem comparecer às urnas em 26 de setembro.

Com uma popularidade considerada "inoxidável", Merkel, de 67 anos, poderia disputar o quinto mandato e teria grandes chances de vitória, mas decidiu dar um passo atrás sem preparar sua sucessão e limitando-se a apoiar timidamente o candidato do campo conservador.

- Impopular dentro e fora do partido -

O candidato de seu partido cristão-democrata CDU não consegue avançar muito.

Armin Laschet e os conservadores aparecem inclusive atrás dos social-democratas, pela primeira vez desde 2006, em uma pesquisa do instituto Forsa publicada na terça-feira.

Com 22% das intenções de voto, os conservadores podem registrar o pior resultado desde 1984. Nas eleições de 2017, eles conquistaram 33% dos votos.

Laschet é impopular dentro do próprio partido. Ele conseguiu impor com dificuldades sua candidatura ante o líder bávaro Markus Söder, que muitos alemães consideram um político melhor.

Armin Laschet, que governa a região de maior população do país, Renânia do Norte-Westfalia, poderia ter conquistado prestígio na gestão da ajuda às vítimas das inundações que afetaram recentemente o oeste do país.

Mas ao contrário do social-democrata Gerhard Schröder, que conseguiu um novo mandato como chanceler em 2002 em grande parte por demonstrar empatia com as vítimas de inundações, Laschet, de 60 anos, perdeu pontos.

Vídeos o mostraram sorridente durante um discurso grave e solene do presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier.

Ele também foi criticado durante as visitas ao local da catástrofe por vítimas que reclamaram da lentidão da ajuda pública. Uma pessoa chegou a advertir que tudo seria cobrado nas eleições".

- "Plano simples" -

Os conservadores, no poder há 16 anos, enfrentam, nas palavras de Söder, a eleição "mais difícil desde 1998", quando Schröder derrotou Helmut Kohl.

O Partido Verde, que foi considerado favorito após o anúncio de líder Annalena Baerbock como candidata, registra queda de popularidade e sua aspirante ao cargo de chefe de Governo, de 40 anos, é o principal alvo das "fake news".

As dificuldades de Laschet e Baerbock beneficiam automaticamente os social-democratas do SPD, partido que há alguns meses era objeto de previsões sombrias.

O líder social-democrata, Olaf Scholz, 60 anos, atual ministro das Finanças e vice-chanceler no governo Merkel, tem pouco carisma, mas é um político experiente que até o momento não cometeu erros.

Scholz aproveitou a pandemia para romper com a ortodoxia fiscal alemã e liberar centenas de bilhões de euros para apoiar a economia.

E, de acordo com a revista Der Spiegel, ele pode vencer com um "plano simples": ser eleito chefe de Governo por ser o que "mais se parece com a chanceler".

Se os eleitores votassem diretamente na Alemanha para o cargo de chanceler, Scholz, que encarna a tendência centrista do SPD, lideraria a disputa com folga, com 41% das intenções de voto, à frente de Laschet (16%) e Baerbock (12%), segundo uma pesquisa para a televisão pública ARD.

Mas são os deputados do Bundestag os responsáveis por designar o chefe de Governo após as eleições, depois de negociações que se anunciam complexas. Em 2017, o acordo de coalizão final demorou vários meses para se concretizado.

mat/ylf/tjc/bl/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos