Suzano elevará preços de celulose a partir de maio

SÃO PAULO (Reuters) -A Suzano está comunicando clientes na América do Norte e Europa sobre aumentos de preços da celulose a partir de 1º de maio, informou uma fonte do mercado nesta sexta-feira.

O reajuste na América do Norte é de 60 dólares e fará com que o preço da tonelada de celulose da empresa na região vá para 1.520 dólares. Já para a Europa o aumento é de 50 dólares, para 1.300 dólares a tonelada, segundo a fonte.

Procurada, a Suzano confirmou os aumentos.

Os reajustes ocorrem depois que a rival Klabin anunciou na semana passada elevação de 30 dólares no preço da celulose de fibra curta vendida à China a partir de 1º de maio. Com o aumento, o preço do produto da empresa na região será de 810 dólares a tonelada.

A Suzano, maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, ainda está elevando em 80 dólares os preços de fluff, usada em produtos como fraldas e absorventes, de maneira global, também a partir de 1º de maio.

Para a Ásia, a empresa ainda está avaliando se vai elevar os preços, informou a fonte.

As ações da Suzano exibiam queda de 1,2% às 11h07, enquanto o Ibovespa mostrava valorização de 1,64%.

(Por Alberto Alerigi Jr.; Edição de André Romani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos