Sydney acelera vacinação ao ver alta diária de casos de Covid-19 na Austrália

·1 minuto de leitura
Policiais patrulham centro de Sydney durante lockdown adotado contra Covid-19

Por Renju Jose

SYDNEY (Reuters) - A Austrália relatou seu maior aumento diário de infecções de coronavírus nesta quinta-feira, quando as autoridades começaram a distribuir suprimentos emergenciais de vacina nos subúrbios de Sydney mais atingidos por um surto da variante Delta de rápida disseminação.

Autoridades destinaram mais da metade das cerca de 500 mil doses de um suprimento emergencial de vacinas da Pfizer compradas da Polônia à dúzia de subúrbios mais afetados da cidade, onde elas serão administradas a pessoas de menos de 40 anos ao longo das duas próximas semanas.

A aceleração da vacinação dá esperança à maior cidade da Austrália em meio ao seu pior surto desde o início da pandemia, disse a premiê de Nova Gales do Sul, Gladys Berejiklian.

"As próximas semanas serão duras, mas sem dúvida, assim que atingirmos estes índices altos de vacinação, a vida ficará muito melhor, parecerá muito mais cor de rosa", disse ela aos repórteres em Sydney.

"Sei que são tempos desafiadores, mas consigo ver a luz no fim do túnel."

A cifra nacional de 754 casos desta quinta-feira superou a alta anterior de 738 do dia 5 de agosto do ano passado. Nova Gales do Sul, que é o Estado mais populoso do país, respondeu pela maior parte das infecções, 681, e registrou uma nova morte.

Embora os 41.400 casos e as 971 mortes da Austrália durante a pandemia sejam muito inferiores aos de muitas nações, os surtos mais recentes ameaçam lançar a economia de 1,5 trilhão de dólares em sua segunda recessão em número igual de anos.

(Por Renju Jose e Paulina Duran em Sydney)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos