Sylvester Stallone comenta estado de saúde de Bruce Willis: "Momentos muito difíceis"

Bruce Willis e Sylvester Stallone na pré-estreia de
Bruce Willis e Sylvester Stallone na pré-estreia de "His Way" na Paramount Studios em março de 2011 em Hollywood, Califórnia. (Foto: Jeff Kravitz/FilmMagic)

Bruce Willis anunciou a aposentadoria da carreira artística este ano após receber o diagnóstico de afasia, distúrbio de linguagem que afeta a capacidade de comunicação. Sylvester Stallone, amigo de longa data do ator, afirmou que o astro está passando "por momentos muito difíceis".

Stallone revelou que tenta manter contato com Willis, já que além de terem estrelados juntos filmes como “Os Mercenários 2” (2012), eles também são sócios de uma franquia de restaurantes, a Planet Hollywood. "Bruce está passando por momentos muito, muito difíceis. Então ele tem sido meio incomunicável. Isso me destrói. É muito triste”, contou em entrevista ao “The Hollywood Reporter”.

O advogado de Bruce Willis, Martin Singer, revelou que o ator queria continuar atuando após receber o diagnóstico de afasia. Em entrevista ao "Los Angeles Times", ele negou que Randall Emmett, diretor de "Meia-Noite no Switchgrass" (2021), teria forçado o astro a continuar no projeto apesar dos problemas de saúde.

"Meu cliente continuou trabalhando após seu diagnóstico médico porque queria trabalhar e foi capaz de fazê-lo, assim como muitos outros diagnosticados com afasia que conseguem continuar trabalhando", garantiu ele.

Aos 67 anos, Bruce Willis protagonizou inúmeros filmes de sucesso, como "Corpo Fechado" (2000), a franquia "Duro de Matar" (1988), "O Sexto Sentido" (1999) e "O Quinto Elemento" (1997).

Sylvester Stallone explica ausência em "Creed 3"

O astro Sylvester Stallone revelou o motivo de não reprisar o papel de Rocky Balboa em "Creed 3", filme que chega aos cinemas em 2023. Ele contou que sua ausência está relacionada a uma "situação lamentável", já que gostaria de estar presente na história.

Em entrevista ao "The Hollywood Reporter", o eterno Rocky deixou o spin-off por divergência criativa com o produtor Irwin Winkler e Michael B. Jordan. "É uma situação lamentável, porque eu sei o que poderia ter sido. O filme foi levado em uma direção que é bem diferente da que eu teria feito. É uma filosofia diferente, a de Irwin Winkler e Michael B. Jordan", declarou Stallone.

"Desejo o melhor a eles, mas sou um sentimentalista. Gosto dos meus heróis sendo abatidos, mas eu não quero eles em um lugar sombrio", explicou. "Sinto como as pessoas têm escuridão o suficiente."