Técnica em enfermagem presa por desviar insumos de hospital estadual diz que 'pegava sobras'

Marjoriê Cristine
·1 minuto de leitura

RIO — Uma técnica de enfermagem foi presa em flagrante nesta quinta-feira, dia 25, em Magé, na Baixada Fluminense, por desviar medicamentos e insumos médicos do Hospital estadual Azeredo Lima, em Niterói. Segundo as investigações, ela pegava o material para realizar atendimentos particulares. Houve apreensão dos produtos desviados, como remédios, itens hospitalares e um aparelho oxímetro profissional com a identificação da unidade de saúde. A autora do delito trabalhava há um ano neste hospital.

Conforme a delegada Isabelle Conti de Almeida, titular da 65ªDP (Magé), a técnica de enfermagem agia sozinha. Mas, em depoimento, ela disse que enfermeiras do hospital tinham ciência do desvio e que isso acontece com frequência na unidade.

— Em depoimento, ela informou que fazia sozinha, mas que as enfermeiras tinhas ciência do desvio. Segundo ela, isso é uma prática comum no hospital. Alegou ser sobra de medicamentos, e que os profissionais pegavam as sobras — afirma Isabelle.

A informação sobre a técnica de enfermagem chegou por meio de denúncia anônima de Magé, cidade onde ela fazia os atendimentos. A mulher foi indiciada pela prática de crimes contra a Saúde Pública, receptação, além de peculato-desvio, quando um funcionário se apropria de um bem a que ele tenha acesso por causa do cargo que ocupa. Ela foi capturada na casa onde mora, no bairro Citrolândia, naquele município.

Com a técnica de enfermagem, foram recolhidos antibióticos, anti-inflamatórios, seringas, agulhas, cateteres, coletores de sangue, pomadas, entre outros insumos e medicamentos. Após ser presa em flagrante, a mulher foi encaminhada para o presídio.

Questionada pelo GLOBO sobre os desvios de medicamentos e insumos que, segundo a acusada, seriam corriqueiros no Hospital estadual Azeredo Lima, a Secretaria estadual de Saúde do Rio ainda não se pronunciou.