Técnico da Argentina comenta futuro de Messi: 'Espero que não seja a última Copa'

Craque mundial e sete vezes melhor jogador do mundo, Lionel Messi, de 35 anos, disputará sua quinta Copa do Mundo. A competição no Catar pode significar a despedida do camisa 10 da Argentina em Mundiais. O técnico Lionel Scaloni, no entanto, espera que esse não seja o último torneio do jogador.

— Pode ser a última Copa do Mundo de Messi, espero que não. Ele está feliz em campo e faz muita gente feliz, não apenas os argentinos. Mais jogos, porque o mundo do futebol pede. Que continuemos a desfrutar e a sentir-nos confortáveis ​​em campo — afirmou o treinador em entrevista à TNT Sports.

Embora Scaloni ainda tenha esperanças, Messi não hesitou e garantiu que a Copa do Mundo de 2022 será a última de sua carreira, em entrevista à Star+. Esta, portanto, será a última oportunidade do craque do PSG, que já foi vice-campeão em 2014, conquistar o sonhado título mundial.

Lionel Messi chegará em grande forma para a Copa. Nesta temporada, pelo PSG, ele fez 12 gols e deu 14 assistências em 18 jogos, incluindo Campeonato Francês, Supercopa da França e Champions League. Na era Scaloni na seleção argentina, o astro marcou 19 vezes e deu 11 passes para tentos, em 35 partidas.

A Argentina de Messi estreia no dia 22 de novembro, contra a Arábia Saudita, às 7h (de Brasília). Depois enfrenta o México, no dia 26, às 16h, e encerra a participação na fase de grupos no dia 30, diante da Polônia, às 16h.