Técnico Jorge Jesus é alvo de protesto de torcedores do Benfica com buzinaço e faixas

·2 minuto de leitura

A torcida do Benfica está insatisfeita com os resultados do time e com o comando de Jorge Jesus. Na noite de quarta-feira, dia 24, os torcedores do clube protestaram com um buzinaço em Lisboa, em Portugal, e colocaram faixas nas imediações do Estádio Luz. "Queres carinho? Levaste com PAOK" e "A nossa pandemia é faltar Benfica ao Benfica" foram algumas das frases escritas nas faixas.

Além do técnico, o presidente do time, Luís Filipe Vieira, também foi criticado pelos adeptos na mesma manifestação. O problema aumentou após a entrevista coletiva do treinador antes do duelo contra o Arsenal, pela Liga Europa. Jesus pediu para torcida "ter carinho" e culpou o surto de Covid-19 no elenco para justificar os maus resultados na temporada.

Na sua última coletiva, Jesus voltou a falar sobre a possível demissão do Benfica, porém, dessa vez, elevou os ânimos. Em uma coletiva na Grécia para a partida desta quinta-feira contra o Arsenal, o português se mostrou um pouco irritado quando o desligamento foi abordado.

— Não vou sair do clube. Não me sinto responsável (pelo desempenho do clube). Nem eu, nem os jogadores, nem o presidente, nem a estrutura. Fomos apanhados. Só eles (jogadores) sabem o que passaram. Uma coisa é ter covid-19 e estar em casa de “home office”, outra coisa é ter covid-19 e ir correr — , disse o Mister, que, segundo a imprensa portuguesa, chegou a dar um tapa na mesa.

Os jornais do país têm reportado constantemente o quão descontente o presidente do Benfica, Luís Felipe Vieira, está em relação ao ex-Flamengo, cogitando até pagar a multa pela interrupção do contrato, cujo vínculo se estende até junho de 2022; mas Jorge Jesus tem se mostrado firme no posicionamento de não pedir o desligamento do clube.

Atual quarto colocado no Campeonato Português com 39 pontos, o Benfica está bem distante do líder, o Sporting, que soma 54 pontos.