Tévez justifica saída do Boca Juniors para preservar saúde mental: 'Muito difícil para mim'

·2 minuto de leitura

Ídolo do Boca Juniors, o atacante argentino Carlos Tévez anunciou oficialmente, nesta sexta-feira, a sua saída do clube. O atleta não confirmou que se trata de uma aposentadoria, mas de uma despedida do clube argentino. A justificativa foi a saúde mental e a impossibilidade de entregar o que esperam dele.

"Minha decisão é pura e exclusivamente minha. É a verdade. O Boca leva você a dar o seu máximo, muito mais do que o seu máximo e mentalmente não estou em posição de dar. Quero agradecer à liderança, à comissão técnica, aos meus companheiros, a todas as pessoas do clube que trabalham, que tornam este clube maior a cada dia", declarou.

De férias em Miami, ele interrompeu o descanso só para agendar o encontro. Originalmente, o contrato dele com o clube iria até dezembro, mas, nos últimos tempos, o principal nome do time já estava, relativamente, apagado nos jogos.

“Muita gente me pediu para ficar até dezembro. Foi muito difícil para mim, mas a maior satisfação é guardar a última memória, aquela gente que tornei campeão. Não há nada mais bonito para mim, a última ovação a Maradona, a última vez que meu velho me viu jogar bola e fui campeão, a última vez que vi meu pai chorar de alegria. Não há nada mais bonito e não preciso de mais nada para ser feliz. "

"Não sei se mereço, mas o que sei é que meu sangue não é vermelho, meu sangue sempre será azul e amarelo. Até logo. Obrigado."

Pelo Boca, o atacante, de 37 anos, disputou 279 partidas, marcou 94 gols e conquistou 11 títulos. Lá, foi revelado em 2001 e conquistou a Taça Libertadores em 2003. Depois, passou pelo Corinthians e voltou aos holofotes em 2007, no inglês Manchester United, conquistando duas edições da Premier League, uma Champions e um Mundial de Clubes. No meio disso, conquistou o ouro olímpico em Atenas, pela Seleção Argentina, em 2004.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos