Tóquio avalia que pressão da Covid-19 em hospitais é grave e adota alerta máximo

·1 minuto de leitura
Área comercial em Tóquio

TÓQUIO (Reuters) - A capital japonesa Tóquio informou nesta quinta-feira que a pressão da Covid-19 em seu sistema médico é grave, elevando seu nível de alerta para o mais alto dos quatro estágios agora que o número de casos atingiu um recorde diário de 822.

Uma autoridade de saúde disse que se tornou difícil equilibrar os cuidados dos pacientes de Covid-19 com os demais devido à ocupação dos leitos hospitalares, adotando um alerta "vermelho" de prontidão médica pela primeira vez.

"Os provedores de serviços médicos exauriram todos os recursos excedentes", disse Masataka Inokuchi, vice-presidente da Associação Médica de Tóquio, em uma reunião de um comitê de monitoramento do coronavírus ao qual compareceu a governadora de Tóquio, Yuriko Koike. "Diminuir o número de pacientes (de Covid-19) será a única solução".

O governo metropolitano disse que o número de casos de coronavírus chegou a 822 nesta quinta-feira, superando o recorde de 678 do dia anterior.

Um mês atrás, a cidade elevou seu alerta de novas infecções de coronavírus – uma categoria separada – ao nível máximo. À época, a metrópole mantinha seu alerta de prontidão médica no segundo nível mais alto, indicando a necessidade de elevar a capacidade hospitalar um grau abaixo das condições críticas.

(Por Chang-Ran Kim e Kiyoshi Takenaka)