Túlio, Fernandão e mais: os grandes jogadores revelados pelo Goiás

Fundado em 1943, o Goiás começou a somar seus primeiros troféus estaduais na década de 1960. Mas foi nos anos 80 que o Esmeraldino começou a aparecer como um grande celeiro de jogadores.

Alguns tiveram grande sucesso em outras potências esportivas; outros, ainda que sem protagonismo, também serviram bem no papel de compor boas equipes. Ainda houve os que, não oriundos da base, despontaram com a camisa do Goiás antes de alçarem voos mais altos.

E, aproveitando o aniversário de 77 anos do Esmeraldino, relembramos alguns dos maiores jogadores revelados pelo Goiás, sem esquecer excelentes nomes que, ainda que não oriundos da base, tiveram destaque nacional pela primeira vez representando o clube. Confira abaixo!

Carlos Alberto Santos

Meio-campista revelado na base esmeraldina no início da década de 1980, Carlos Alberto Santos ganhou destaque quando vestiu a camisa do Botafogo. Pelo Clube da Estrela Solitária, conquistou o Campeonato Carioca de 1989 – competição que era mais valorizada anos atrás -, ajudando a encerrar um jejum de 21 anos sem conquistas do Alvinegro.    

Túlio Maravilha

Uma das maiores revelações na história do Goiás, Túlio também acabou se tornando ídolo do Botafogo – onde conquistou, dentre outras coisas, o título brasileiro em 1995.

Em 1989, ainda garoto, vestiu a camisa do Goiás e terminou aquele Campeonato Brasileiro como artilheiro: foram 11 gols. Na história da Série A, ocupa a sexta posição na artilharia história: foram 129 tentos – menos apenas do que Zico, Edmundo, Fred, Romário e Roberto Dinamite.

Fernandão

Estreou nos profissionais do Esmeraldino em 1995, ajudou o clube a conquistar a Série B em 1999 e foi negociado com o Olympique de Marseille, da França.

Atacante inteligente e de muita habilidade, Fernandão virou ídolo eterno no Internacional – onde conquistou Libertadores e Mundial de Clubes, por exemplo. Chegou a retornar para o Goiás em 2009, já na reta final de sua carreira.

Danilo

Revelação esmeraldina da virada do século, aquele que posteriormente se tornaria conhecido como “ZiDanilo” jogou pelo Goiás entre 1999 e 2003 – conquistando também a Série B na equipe que Fernandão fazia parte.

Negociado com o São Paulo, foi destaque em títulos do Campeonato Paulista (2005), da Libertadores (2005), Mundial (2005) e Brasileiro (2006).

Depois de passagem vitoriosa pelo futebol japonês, o meia virou ídolo do Corinthians ao também ser peça importante em títulos históricos: foram três Brasileiros (2011, 2015 e 2017), uma Libertadores e Mundial (2012) além de dois paulistas (2013 e 2018).

Josué

Campeão da Série B junto de Fernandão e Danilo, Josué defendeu as cores do Goiás por oito anos até chegar ao São Paulo para fazer história: pelo Tricolor do Morumbi, ganhou quase tudo o que era possível: Paulista, Libertadores e Mundial (todos em 2005) e dois Brasileirões (2006 e 2007).

Na Alemanha, foi capitão no histórico título de Bundesliga conquistado pelo Wolfsburg (2008-09), e no retorno ao Brasil, pelo Atlético Mineiro, conquistou Libertadores (2013), Copa do Brasil (2014) e dois estaduais (2013 e 2015). Jogador de seleção brasileira, também pôde comemorar a Copa América de 2007 e a Copa das Confederações de 2009.

Dentre os jogadores que, embora não tenham sido revelados pela base do Goiás, tiveram com a camisa esmeraldina sucesso que alavancou suas carreiras estão nomes importantes como: Ricardo Goulart, Grafite e Alex Dias.

O histórico de celeiro segue até os dias atuais. Os exemplos mais marcantes de jovens da base que tiveram sucesso são: Erik, Rafael Toloi e Michael.