AT&T e Verizon rejeitam pedido dos EUA por adiamento de implantação do 5G

·1 min de leitura
Torre com equipamento 5G da Verizon em Orem, Utah, nos EUA

WASHINGTON (Reuters) - Os principais executivos da AT&T e da Verizon Communications rejeitaram um pedido do secretário de Transportes dos Estados Unidos, Pete Buttigieg, para adiar a introdução planejada do novo serviço sem fio 5G no dia 5 de janeiro devido a preocupações com a segurança da aviação.

Buttigieg e o chefe da Administração Federal de Aviação, Steve Dickson, haviam solicitado ao presidente da AT&T, John Stankey, e ao presidente da Verizon, Hans Vestberg, um adiamento de duas semanas na implantação comercial do 5G.

As empresas responderam em uma carta conjunta neste domingo dizendo que não irão implantar 5G nos aeroportos por seis meses, mas rejeitaram qualquer limitação mais ampla no uso do espectro da banda C.

AT&T e Verizon disseram ainda que a proposta do Departamento de Transportes seria "uma abdicação irresponsável do controle operacional necessário para implantar redes de comunicação de classe mundial e globalmente competitivas".

(Reportagem de David Shepardson)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos