Tabata Amaral, Marcelo Freixo e João Campos confirmam diagnóstico de Covid

·2 min de leitura
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 19.02.2020 - A deputada Federal Tabata Amaral (PSB-SP) durante entrevista no estúdio Folha/UOL, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 19.02.2020 - A deputada Federal Tabata Amaral (PSB-SP) durante entrevista no estúdio Folha/UOL, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Diversos políticos brasileiros têm sido diagnosticados com Covid-19 nas últimas semanas. Embora não exista registro sobre qual variante é a responsável pelas contaminações, o aumento de casos coincide com a chegada da ômicron no Brasil, a nova variante do coronavírus.

A deputada Federal Tabata Amaral (PSB-SP) confirmou, nesta quinta-feira (6) que está com a doença. Em rede social, a parlamentar afirmou que está bem e em isolamento.

"Recebi há pouco o teste positivo para Covid. Estou com sintomas leves e seguirei em isolamento pelo tempo recomendado. Cuidem-se todos, não deixem de se vacinar e fiquem atentos às datas para a dose de reforço da vacina", disse.

Marcelo Freixo, deputado pelo mesmo partido de Tabata, também está com Covid. Segundo ele, seus sintomas são leves após ter tomado três doses da vacina contra o coronavírus.

"Infelizmente testei positivo para a Covid. Mas como tomei as três doses da vacina, estou bem, com sintomas leves. Agora seguirei os protocolos de segurança e permanecerei isolado. Cuidem-se, porque a pandemia não acabou: usem máscara, evitem aglomerações e se vacinem", afirmou o parlamentar do PSB do Rio de Janeiro.

O prefeito do Recife, João Campos (PSB-PE), foi outro político a confirmar a contaminação. Essa é a segunda vez que o líder do executivo da capital pernambucana tem a doença.

"Estou com sintomas leves e vou seguir o protocolo de isolamento em casa. Continuo coordenando e acompanhando as ações da Prefeitura de Recife, remotamente. Com a proteção de Deus e respeito à ciência, vamos atravessar esse momento", afirmou.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), recebeu diagnóstico de Covid-19, na segunda-feira (3). Em rede social, ele afirmou que se sente bem e manterá despachos internos, em isolamento domiciliar.

"Informo que recebi hoje teste positivo para Covid. Me sinto bem, graças a Deus. Quadro atualmente existente não impede despachos internos, em isolamento domiciliar. Qualquer eventual alteração será informada", disse na ocasião.

No dia anterior, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), anunciou estar com a doença pela segunda vez.

Além dele, o secretário estadual de Fazenda, Nelson Rocha, e o secretário de Estado de Governo, Rodrigo Bacellar, estão infectados. Os três se encontraram em uma reunião presencial na quarta-feira (29), segundo a assessoria do governo.

Ao publicar sobre o resultado do exame recomendou vacinação à população. "Estou bem. Apenas com um pouco de coriza. Vou me cuidar aqui e cumprir todos os protocolos. Vacinem-se! Essa é a melhor forma de combater a Covid", escreveu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos