Tabata pede a Ricardo Nunes clareza sobre passe livre

*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  19-02-2020, 12h00: A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) durante entrevista no estúdio Folha/UOL. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 19-02-2020, 12h00: A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) durante entrevista no estúdio Folha/UOL. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) criticou nesta terça-feira (22) a falta de clareza sobre os planos do prefeito Ricardo Nunes (MDB) em relação ao passe livre.

Ela solicitou a Nunes no último dia 10 o transporte gratuito para os estudantes que iriam fazer a prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), mas o pedido não foi concedido.

"Se o passe livre para quem está prestando o Enem, que teria um impacto pequeno no orçamento municipal, é negado, o prefeito tem mesmo a intenção de conceder tarifa zero a todos os usuários do transporte público? Ou esse é apenas um discurso visando as eleições?".

A deputada é apontada como pré-candidata a prefeita em 2024, possivelmente enfrentando Nunes.

Na segunda-feira (21), o prefeito disse à coluna Painel, da Folha de S.Paulo, que é preciso aguardar os resultados de estudos que encomendou à SPTrans para saber se será possível implementar o benefício na cidade a partir do ano que vem. Aliados veem com euforia a concretização da medida capaz, na avaliação deles, de garantir a reeleição do prefeito.

"O povo paulistano precisa de mais clareza sobre os planos do prefeito de São Paulo. Um dia ele diz que está estudando o passe livre, em outro ignora um caso concreto que solicitei: o passe livre às 142 mil pessoas que se inscrevem para prestar o Enem nos últimos domingos", diz Tabata Amaral. "O resultado vemos aí: domingo, no estado de São Paulo, onde já temos os números, 3 em cada 10 jovens faltaram no Enem", pontua.