A tacada da Loft para tentar dobrar de tamanho no Rio até o fim do ano

A Loft passará a anunciar apartamentos de uma imobiliária do Rio, em acordo que busca dobrar para 15 mil o estoque de imóveis cariocas à venda no site até o fim do ano.

A associação emula acordos semelhantes já feitos pela Loft em São Paulo e Porto Alegre e faz parte da estratégia de aumentar a relevância do portal para compradores, que tendem a ser atraídos por maior estoques de imóveis para pesquisa. Por uma taxa de 10% da comissão da imobiliária, a Loft se encarrega de divulgar os imóveis e ampliar a visibilidade do portal.

Embora tenha surgido com o modelo de compra, reforma e venda de apartamentos de sua própria carteira — formato conhecido como iBuyer —, a Loft também tem um marketplace que exibe anúncios de imóveis de terceiros.

Nesse braço, as imobiliárias estão entre os principais clientes e são parte central da meta da Loft de terminar o ano com 100 mil imóveis listados. (Hoje, são 50 mil apartamentos ativos à venda em nove cidades, como São Paulo, Rio, Belo Horizonte e Guarulhos).

No Rio, a parceria foi com a imobiliária Real Up, que poderá anunciar no site da Loft apartamentos listados por parceiros ou proprietários. Para a Real Up, a principal vantagem é acessar os chamados “leads” — clientes que demonstram interesse — agregados pelo site da startup.

A Loft começou a adotar esse tipo de parceria há seis meses, se associando a imobiliárias como Mirantte, Zimmermann (em São Paulo) e Auxiliadora Predial (gaúcho).

Paralelamente, a Loft tem relacionamento comercial com outras 150 imobiliárias, que atuam como força de venda dos imóveis do site. A Loft também comprou, em março, a Vista, empresa catarinense cujo software de relacionamento com cliente e gestão é usado por mais de 2 mil imobiliárias de todo o Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos