Tailândia vai impor taxa de entrada de US$ 9 para turistas estrangeiros

·1 min de leitura

A Tailândia, que teve seu setor turístico devastado pela pandemia, introduzirá uma taxa de entrada de US$ 9 para os visitantes estrangeiros, anunciaram as autoridades do país nesta quarta-feira (12).

O imposto de 300 bahts será aplicado a partir de abril para financiar a gestão de infraestruturas turísticas e cobrir o seguro de acidentes de alguns visitantes que não podem pagar as taxas sozinhos, disse à AFP Yuthasak Supasorn, governador da Autoridade de Turismo da Tailândia.

“Nós tivemos casos de turistas que não estavam cobertos por seguros (...) Cuidar deles se transformou em um peso para nós”, disse Supasorn.

A taxa vai se incorporar às tarifas aéreas, informou o porta-voz do governo Thanakorn Wangboonkongchana em um comunicado. A tarifa faz parte dos planos do governo para desenvolver o turismo sustentável, de acordo com o responsável.

Turismo de massa

A Tailândia é conhecida por suas belas praias e pelo turismo massivo. Em 2019, quase 40 milhões de estrangeiros passaram pelo país, um dos mais visitados no mundo.

O país se fechou a partir de 2020 impondo normas rigorosas de quarentena para combater a pandemia de Covid-19. De janeiro a outubro de 2021 recebeu apenas 100.000 visitantes.

As autoridades esperam atrair cinco milhões de turistas em 2022, um número que poderia triplicar caso as restrições da China e Índia, dois de seus principais mercados, sejam suspensas. Mas os últimos esforços para relançar o setor foram complicados pela rápida propagação no mundo da variante ômicron.


Leia mais

Leia também:
Bangkok fecha bares e restaurantes após aumento de casos da Covid-19
Tailândia legaliza a "kratom", planta estimulante que faz sucesso no exterior
Milhares de jovens protestam contra governo e por mais democracia na Tailândia

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos