Taleban assume autoria de ataque a hotel de luxo em Cabul

Foto: Getty Images

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Taleban assumiu a autoria do ataque a um hotel em Cabul, realizado na noite deste sábado (20). A ação terminou depois de 12 horas, com a morte de todos os suspeitos. Seis vítimas morreram no ataque (incluindo um estrangeiro). Mais de cem pessoas foram resgatadas do hotel; seis delas estavam feridas.

Cinco homens armados invadiram o Hotel Intercontinental de Cabul atirando em hóspedes e funcionários e ateando fogo no prédio.

Forças especiais foram levadas de helicóptero ao telhado do hotel de luxo durante o sítio, informou à AFP o porta-voz do Ministério do Interior, Nasrat Rahimi.

O porta-voz do Taleban, Zabihullah Mujahid, afirmou que o plano inicial era atacar o hotel na noite de quinta-feira, mas a ação foi adiada porque um casamento estava sendo realizado e eles queriam evitar vítimas civis.

O hotel já tinha sido atacado por militantes talebans em 2011 -nos últimos dias, vários alertas de segurança recomendaram que hotéis e outros locais frequentados por estrangeiros fossem evitados. O ataque ocorre dias depois da visita de uma delegação do Conselho de Segurança da ONU a Cabul.

Um hóspede escondido em um quarto disse à AFP que conseguiu ouvir disparos dentro do hotel, construído sobre uma colina nos anos 1960 e onde se hospedavam dezenas de pessoas que participariam no domingo de uma conferência sobre tecnologia.

"Eu não sei se os atacantes estão dentro do hotel, mas eu posso ouvir disparos de algum lugar perto do primeiro andar", disse por telefone o homem, que não quis se identificar.

"Estamos escondidos em nossos quartos. Imploro que as forças de segurança nos resgatem o mais rápido possível, antes que eles nos encontrem e nos matem", afirmou.

Rahimi informou que os atacantes levavam armas curtas e granadas propelidas por foguetes quando invadiram o hotel, que costuma sediar casamentos, conferências e encontros políticos.

O quarto andar, que abriga restaurantes e uma piscina externa, foi incendiado durante a ação, informou o oficial do DNS.

SEGURANÇA QUESTIONADA

O último grande ataque contra um hotel de alto perfil em Cabul ocorreu em março de 2014, quando quatro adolescentes armados invadiram o Serena, matando nove pessoas.

O Intercontinental já tinha sido alvo de um ataque em junho de 2011, quando um atentado suicida reivindicado pelos talebans matou 21 pessoas, entre as quais 10 civis.

A segurança em Cabul tem sido intensificada desde 31 de maio passado, quando um maciço ataque com um caminhão-bomba na quadra diplomática da capital afegã deixou 150 mortos e cerca de 400 feridos, a maioria civis. Nenhum grupo reivindicou o ataque até hoje.