Talibãs afirmam que mataram 40 'rebeldes' afegãos no vale de Panjshir

Os talibãs afirmaram nesta terça-feira (13) que mataram 40 combatentes de um grupo insurgente afegão dirigido por Ahmad Shah Massoud, filho de um falecido comandante antitalibã, em confrontos na província de Panjshir (norte).

O vale de Panjshir é conhecido por ter sido cenário da resistência afegã contra as forças soviéticas na década de 1980 e base dos rebeldes opostos ao regime talibã quando os fundamentalistas tomaram o poder pela primeira vez no final da década de 1990.

A Frente Nacional de Resistência (NRF) foi o último grupo que resistiu à tomada do país pelos talibãs no ano passado, concentrando-se neste vale. Suas forças, lideradas pelo filho de Massoud, anunciaram em maio uma ofensiva contra os talibãs, a primeira desde que tomaram o poder, em agosto de 2021.

Depois de uma primeira série de combates, a calma parecia ter retornado por várias semanas. Nos últimos dias, porém, novos enfrentamentos eclodiram.

Segundo o porta-voz do governo, Zabihullah Mujahid, "40 rebeldes, entre eles, três comandantes", morreram nas mãos das forças talibãs.  "Operações de limpeza foram realizadas em grande escala contra os rebeldes nos distritos de Rukha, Dara e Abshar da província de Panjshir", informou no Twitter, acrescentando que 101 insurgentes foram detidos.

A NRF negou estes números. "Foram aumentados", disse à AFP Ali Nazary, responsável pelas relações externas da NRF.

ash-jd/pc/aoc/jc/mvv