Talibãs querem alguma presença dos EUA em Cabul, segundo autoridades americanas

·1 minuto de leitura
Um helicóptero Chinook sobrevoa a embaixada dos EUA em Cabul em 15 de agosto de 2021. (AFP/Wakil KOHSAR)

O Talibã pediu aos Estados Unidos que mantenham uma presença diplomática em Cabul após a retirada de suas tropas, mas Washington ainda não decidiu seus planos, disseram autoridades americanas nesta sexta-feira (27).

Os novos governantes linha-dura do Afeganistão querem que os países mantenham suas embaixadas abertas assim que a operação de evacuação terminar, em 31 de agosto, disseram os funcionários sob anonimato.

Depois que o Talibã assumiu o poder em meados de agosto, os diplomatas americanos restantes na embaixada se deslocaram para o aeroporto de Cabul, protegido por tropas americanas.

Mas os militares americanos devem deixar Cabul na terça-feira, de acordo com o cronograma estabelecido pelo presidente Joe Biden. Portanto, se o presidente mantiver a missão em Cabul, não haverá soldados para proteger os diplomatas.

Nessas condições, e com os Estados Unidos longe de reconhecer um governo liderado pelo Talibã, a continuidade da presença diplomática de Washington em Cabul é um grande ponto de interrogação.

O assunto está sendo debatido dentro do governo, disseram autoridades americanas.

Eles também disseram que a segurança dos funcionários é a prioridade e que uma decisão pode ser anunciada no início da próxima semana.

fff/dw/ft/lda/jc/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos