Talibãs reclamam de 'roubo de cérebros' afegãos

O Talibã exigiu nesta terça-feira que os Estados Unidos parem de levar do país profissionais qualificados e reiterou a data limite para a saída americana em 31 de agosto. O grupo também afirmou que funcionárias públicas poderão retornar ao trabalho quando a segurança interna estiver garantida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos