Taliban mata 3 policiais e sequestra 19 pessoas no Afeganistão

CABUL, Afeganistão (Reuters) - Militantes talibans atacaram uma delegacia no sul do Afeganistão, matando três policiais, e sequestraram 19 pessoas que trabalhavam para um projeto de desativação de minas terrestres no leste do país, disseram autoridades nesta segunda-feira. 

Os ataques aconteceram em meio ao crescimento da violência no país, à medida que insurgentes do Taliban e forças afegãs treinadas pelos EUA lutam pelo controle, depois que o fim de uma missão de combate da Otan no ano passado resultou na retirada da maioria das tropas estrangeiras. 

Homens armados vestidos com uniforme da polícia entraram na delegacia, na província de Helmand, no domingo, e abriram fogo, matando três policiais, disse o vice-chefe da polícia local, Pacha Gul Bakhtyar. 

O ataque aconteceu em Lashkar Gah, capital da província. Forças armadas afegãs lançaram uma grande ofensiva contra insurgentes do Tailban em Helmand recentemente. 

O sequestro de agentes antiminas terrestres na província de Paktia, leste do país, foi o mais recente em uma série de outras ocorrências, e aconteceu dias após quatro reféns da etnia hazara terem sido assassinados por seus captores. 

Abdul Wali Sahi, vice-governador de Paktia, disse que o Taliban sequestrou os agentes no domingo, enquanto estavam avaliando uma área nos arredores de Gardez, a capital da província. 

Eles eram funcionários da Sterling Demining Afghanistan, companhia que detém diversos contratos de retirada de minas terrestres no Afeganistão, disse Sahi. 

O Taliban não estava imediatamente disponível para comentários.