Tarifas de gás ficam mais caras no Rio no mês que vem

Tarifas de gás ficam mais caras no Rio no mês que vem
Tarifas de gás ficam mais caras no Rio no mês que vem
  • As tarifas de gás natural vão ficar mais caras no estado a partir do dia 1º;

  • O aumento vale tanto para o gás encanado quanto para o Gás Natural Veicular (GNV);

  • Mais de 1 milhão de clientes e 630 postos de combustíveis em todo o estado devem ser impactados pela medida.

Após a Petrobras anunciar a redução no valor de venda de gasolina às distribuidoras, o preço do combustível deve cair em todo o Brasil nos próximos dias. Contudo, no Rio de Janeiro, em seguida ao alívio produzido pela boa notícia, mais um reajuste foi anunciado. Desta vez, as tarifas de gás natural vão ficar mais caras no estado a partir do dia 1º.

O aumento foi anunciado pela ANaturgy, concessionária que opera a distribuição do combustível no Rio, nesta quinta-feira (28) e vale tanto para o gás encanado quanto para o Gás Natural Veicular (GNV).

A empresa justifica que o reajuste é resultado do aumento no custo de aquisição do gás natural fornecido pela Petrobras. O último aumento aplicado pela estatal às distribuidoras foi de 19%, em abril. Mais de 1 milhão de clientes e 630 postos de combustíveis em todo o estado devem ser impactados pela medida.

“São custos não gerenciáveis pela Naturgy e, portanto, o aumento do preço não traz nenhum ganho para a distribuidora", explicou a companhia.

Na Região Metropolitana do Rio (CEG), o reajuste será em média de 0,2% para os clientes residenciais. O aumento vai elevar a taxa mínima dos atuais R$ 67,02 para R$ 67,15. Nos estabelecimentos comerciais, o reajuste também será de 0,2%, e nas indústrias, 0,4%

No interior do Estado a porcentagem de aumento é diferente da região metropolitana. O aumento é de 1,0% para as residências, aumentando a tarifa mínima de R$ 52,83 para R$ 53,36. O reajuste nos comércios será de 1,1% e nas indústrias, 1,9%.

O preço do GNV para os automóveis também será impactado pelo aumento. Na capital e região, o aumento é de 0,4% para no preço do combustível vendido aos postos, e 1,9% no restante do Rio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos