Tatá Werneck conta que segurou a mão da avó na hora em que ela morreu: 'Ela me fez forte'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

RIO - Nesta segunda-feira, a humorista Tatá Werneck fez um desabafo sobre a morte da avó em seu perfil no Instagram. Hermelinda Arguelhes era chamada pela neta de Denguinho, apelido criado por Tatá. "Saudade do meu denguinho. Ela sempre foi meu grande amor. Ela foi a pessoa de maior fé que eu já conheci. Rezo o terço dela duas vezes por dia", contou em seus stories.

Ainda sobre a perda, na caixinha de perguntas e respostas, Tatá disse: "Eu tive força para estar segurando na mão dela até o último segundo. A gente rezou, a gente cantou, foi bonito".

A humorista, que morou com a avó até os 19 anos, ainda fez um apelo pelos idosos: "A gente tem que ficar perto dos avós. Muitos idosos são abandonados. A gente tem que ser gratidão e reverência pelas pessoas mais velhas. Pela sabedoria delas".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos