TCU: precisamos de governança para termos credibilidade e confiança

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes defendeu nesta quarta-feira (1º) a governança como instrumento que fortalece a administração pública. "Gestão é importante, mas é diferente de governança. Gestão é executar. Governança é ter visão macro de tudo o que acontece", disse, em entrevista ao programa Repórter Nacional. "Ter uma visão nacional de tudo é difícil porque são 15 milhões de funcionários entre estados, municípios e União", completou.

Para Nardes, a estratégia deve ser melhorar a governança e a gestão, além de descentralizar a administração e ampliar o monitoramento no intuito de combater o desvio de recursos. "Não adianta lutar contra a corrupção se a gente não criar ferramentas permanentes. E o que criamos com a tese da governança são ferramentas permanentes pra combater o desvio", explicou.

"Se fala muito em integridade, compliance, mas tudo isso depende de governança. Se não houver governança, não adianta. Integridade não vai acontecer, compliance não vai acontecer. Ou acontecem de forma momentânea e depois desaparecem. Tem que haver uma governança central", disse. "O Brasil continua trabalhando na base da improvisação. Quem se elege se acha dono do cargo e, muitas vezes, não coordena com o seu time, faz o que ele pensa. Aí é uma cabeça pensando. E a governança são muitas cabeças", completou.

Veja no Repórter Nacional:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos