Tebet diz que Bolsonaro instiga ódio e violência política pede que ele dê um 'basta'

***ARQUIVO*** SÃO PAULO - SP - BRASIL - 28.08.2022 -  A candidata pelo MDB, Simone Tebet, durante a entrada para o primeiro debate entre presidenciáveis.  (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
***ARQUIVO*** SÃO PAULO - SP - BRASIL - 28.08.2022 - A candidata pelo MDB, Simone Tebet, durante a entrada para o primeiro debate entre presidenciáveis. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

FOLHAPRESS - A senadora e candidata à presidência da República Simone Tebet (MDB) responsabilizou o presidente Jair Bolsonaro (PL) pelos casos de violência política, argumentando que ele "estimula o ódio". A emedebista também pediu que o chefe do Executivo "dê um basta nisso".

"Este não é o Brasil que queremos, este não é o Brasil que podemos aceitar. O Brasil é um país de paz, quer paz, quer união, especialmente na área da política. A política não é isso. Política é a arte de realizar sonhos das pessoas", afirmou a candidata, durante agenda no interior paulista, sobre a morte do militante petista.

"Nós precisamos que o presidente da República dê um basta nisso. Ele estimula o ódio, ele instiga o ódio através de fake news, através de suas redes sociais. É preciso que ele dê um basta. Nenhum filho pode dormir sem o pai por uma briga fratricida por questões políticas", completou.

O áudio divulgado pela sua assessoria de imprensa ainda mostra um trecho, após o fim da entrevista, no qual Simone Tebet mostra receio em relação ao futuro da campanha eleitoral. Afirma que ela "está só começando" e que ainda há mais de 15 dias antes das eleições.

A senadora também publicou uma mensagem em suas redes sociais, também pedindo que Jair Bolsonaro peça paz.

"O presidente, como representante do povo, precisa clamar por paz e união. A incitação ao ódio leva à violência, que faz mais uma vítima. Chega de briga! Chega de divisão! Enquanto eles separam o Brasil, nós vamos uni-lo com amor e coragem!", escreveu.