Tebet mira em Bolsonaro em Lula: 'Eles vivem de acirrar o ódio'

Simone Tebet (MDB) é quarta colocada nas pesquisas eleitorais (SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)
Simone Tebet (MDB) é quarta colocada nas pesquisas eleitorais (SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)

Segundo a Senadora Simone Tebet (MDB), a economia brasileira “vive de expectativas” e, nem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nem o presidente Jair Bolsonaro (PL) conseguem mudar isso porque vivem de “acirrar o ódio em relação ao outro”. A pré-candidata à Presidência fez a declaração nesta quarta-feira, 10, durante entrevista à TV Imaculada, do Mato Grosso do Sul.

"O Brasil precisa voltar a crescer, de forma urgente, para gerar emprego. Mas ele só vai crescer se houver paz. Ele só vai crescer se houver estabilidade. Ele só vai crescer se houver segurança. E a única candidatura que pode oferecer essa união ao redor do Brasil, essa pacificação, essa segurança jurídica, é a candidatura desse campo democrático que nós representamos", afirmou a emedebista.

“A economia vive de expectativas. Infelizmente nem Lula nem Bolsonaro conseguem melhorar essas expectativas, porque um vive de acirrar o ódio em relação ao outro", acrescentou Tebet.

Veja como foram as últimas pesquisas eleitorais de 2022:

Segundo a Senadora, a falta de crescimento da economia brasileira é o maior problema do país.

Tebet também voltou a criticar o orçamento secreto e apontou que o fim do dispositivo pode servir para financiar medidas de um futuro governo dela, como um programa de transferência de renda semelhante ao Auxílio Brasil e ao Bolsa Família.

"Dinheiro tem. É só acabar com o orçamento secreto, esse escândalo de corrupção. Só se acabar com o orçamento secreto já dá pra bancar 20% desse aumento dos benefícios", afirmou.

Segundo a pesquisa FSB/BTG divulgada na última segunda-feira, 8, a senadora é a quarta colocada na disputa presidencial, com 3% das intenções de votos. A corrida é liderada por Lula (41%) e Bolsonaro (34%). Ciro Gomes, que busca a Presidência pelo PDT, aparece em terceiro lugar, com 7% da preferência.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)