Técnica dispara sobre Griner: "Se fosse LeBron, estaria em casa"

Brittney Griner está detida em Moscou desde 17 de fevereiro, após revista encontrar óleo de cannabis em sua bagagem. Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP via Getty Images
Brittney Griner está detida em Moscou desde 17 de fevereiro, após revista encontrar óleo de cannabis em sua bagagem. Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP via Getty Images

Brittney Griner está detida em Moscou desde 17 de fevereiro, quando descobriram no aeroporto que ela tinha óleo de cannabis em sua bagagem quando entrou no país. Desde então, a estrela da WNBA está praticamente incomunicável e encenando algo semelhante a uma crise diplomática na mesma época em que a Rússia invadiu a Ucrânia.

Sua treinadora no Phoenix Mercury, Vanessa Nygaard, se referiu a Griner e levantou uma hipótese. "Se fosse LeBron James, estaria em casa, certo? É uma declaração sobre o valor das mulheres. É uma declaração sobre o valor de uma pessoa negra. É uma declaração sobre o valor de uma pessoa gay. Todas essas coisas e nós sabemos. E então, isso é o que dói um pouco mais", disse a técnica sobre o que considera um duplo padrão.

Leia também:

Nos últimos dias houve algumas mudanças na situação de Griner. A pivô conseguiu até enviar uma carta a Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, pedindo que ele se envolvesse no caso dela. Nygaard admitiu que a leitura o fez chorar. "É ótimo que ela tenha nos enviado essa mensagem. Espero que algumas pessoas estejam prestando atenção nisso", diz a treinadora.

A prisão preventiva de Griner já foi prorrogada três vezes e, com as acusações que ela enfrenta, ela pode ser condenada a até 10 anos de prisão. No entanto, o vice-diretor do Departamento de Informação e Imprensa do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Alexei Záitsev, assegurou na quarta-feira que poderá recorrer da sentença ou até pedir perdão após o término do julgamento.

"Ninguém vai privá-la dessa possibilidade", disse ele. Além disso, Záitsev considera que "qualquer tentativa de apresentar este caso como uma detenção ilegal não traz nenhuma crítica", acrescentou.

Recentemente surgiram especulações que a Rússia e os Estados Unidos estão negociando a troca de Griner por um traficante de armas russo que está cumprindo pena em uma prisão americana.

Os dois países fizeram recentemente uma troca entre o estudante americano Trevor Reed, condenado a nove anos de prisão por resistência à prisão, pelo piloto russo Konstantin Yaroshenko, condenado nos Estados Unidos a 20 anos por tráfico de drogas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos