Técnico diz que Bélgica não tem o luxo de dispensar Lukaku

Lukaku em sessões de fotos para Seleção da Bélgica. Foto: Shaun Botterill - FIFA/FIFA via Getty Images
Lukaku em sessões de fotos para Seleção da Bélgica. Foto: Shaun Botterill - FIFA/FIFA via Getty Images

O ex-técnico da Seleção da Bélgica Marc Wilmots concedeu entrevista para o veículo Nieuwsblad na última terça-feira (22) e afirmou nessa ocasião que esse time belga não tem o luxo de dispensar o centroavante Lukaku, da Internazionale, nesta Copa do Mundo.

"Essa atenção da mídia sobre os feridos não é apenas irritante para o técnico, mas também para os outros jogadores. Lukaku? É diferente. Para começar, a França ainda tem Mbappé, Griezmann, Giroud, Dembélé e Coman na frente. Eles poderiam ter feito sem Benzema há quatro anos. Não temos esse luxo. Como Lukaku não temos dois, por isso temos de correr o risco. Ele também está em boas mãos, nomeadamente a de Lieven Maesschalck. Lieven também foi o fisioterapeuta que me treinou em 2002”, declarou Marc.

Leia também:

O treinador logo em sequência destacou qual é o momento em que o camisa 9 da Seleção da Bélgica terá grandes chances de estar pronto para o combate neste Mundial no Catar. “Também agora o técnico da seleção (Roberto Martínez) terá feito um protocolo com o jogador e a equipe médica e se tudo correr bem, Lukaku estará pronto já no terceiro jogo", disse Wilmots.

O antigo comandante do esquadrão belga também “aprovou” o fato de Benzema ter sido cortado pelo técnico da França, Didier Deschamps. "Entendo perfeitamente por que Deschamps tomou essa decisão. Ele (Benzema) ficará fora por duas ou três semanas, ao que parece, então, em teoria, você ainda pode esperar que ele volte às semifinais ou à final. Mas é preciso lembrar que uma lesão muscular é muito perigosa. Clareza também é necessária, porque quando você está lesionado, mais atenção você recebe”, comentou Marc Wilmots.

Lukaku sofreu distensão muscular no treino da Inter e consequentemente perdeu todos os jogos da sua equipe na fase de grupos da Champions League. Witsel, Kevin De Bruyne, Courtois e Hazard são aqueles que surgem como candidatos a protagonistas nas rodadas iniciais da Copa do Mundo.