Teich diz que lockdown será importante em locais com situação muito difícil de Covid-19

·2 minuto de leitura
Ministro da Saúde, Nelson Teich
Ministro da Saúde, Nelson Teich

O ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou nesta quarta-feira que o chamado lockdown -- fechamento completo de atividades de uma cidade, exceto serviços essenciais -- será uma ferramenta importante em locais com situação "muito difícil" do novo coronavírus, na primeira vez em que levantou a hipótese de adoção da forma mais rígida de quarentena para conter o avanço da doença.

Teich disse ainda, em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, que haverá locais em que vai se recomendar o lockdown, mas que em outros ocorrerá a sugestão de um afrouxamento do isolamento. O ministro fez a declaração ao antecipar pontos das diretrizes preparadas pelo ministério para Estados e municípios sobre o distanciamento social.

Leia também

Segundo Teich, existem vários níveis de medidas de distanciamento, não há apenas a defesa ou não defesa da medida.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

"Cada lugar vai ter a sua necessidade de distanciamento, nós vamos mapear com base nos casos novos e infraestrutura para atender", disse.

Nesta semana o Estado do Maranhão decretou o primeiro lockdown do país para a região da capital São Luís, sendo seguido pelos governos do Ceará e do Pará.

O ministro ressalvou que qualquer medida que seja tomada na direção do isolamento poderá ser revista a "qualquer momento".

Teich repetiu que a diretriz do Ministério da Saúde para definição de Estados e municípios sobre isolamento está pronta. Ele disse que "talvez" uma revisão por Estados seja melhor para ter uma estratégia do país inteiro e não só do governo federal.

(Reportagem de Ricardo Brito)