Telefonica vai migrar sistemas para nuvem em acordo com Oracle

·1 minuto de leitura
Logotipo da Telefonica em Madri.

Por Clara-Laeila Laudette

MADRI (Reuters) - A espanhola Telefonica assinou acordo de longo prazo com a provedora de serviços em nuvem Oracle para migrar a maioria de seus sistemas de banco de dados para a nuvem, informaram as empresas nesta segunda-feira, em preparação para o uso do 5G e da "Internet das Coisas".

A operadora de telecomunicações, que já usa sistemas de dados da Oracle, vai transferi-los para uma plataforma toda em nuvem que oferece suporte às suas operações internas e comerciais, incluindo serviços de inteligência de negócios e produtos de faturamento, receita e gerenciamento de clientes.

A nova plataforma será operada pela Oracle em "data centers" próprios da Telefonica para manter os custos baixos, garantir a segurança e cumprir com as leis europeias de dados, disse o comunicado conjunto.

"Precisamos consolidar e simplificar nossa infraestrutura tecnológica ... para construir uma plataforma em nuvem robusta e escalonável em nossos próprios data centers ... para satisfazer as necessidades de mudança de nosso negócio", disse o diretor de tecnologia e transformação de TI da Telefonica, Fidel Jesus Fernandez.

A operadora - espremida nos últimos anos por um mercado espanhol competitivo, cada vez mais barato e com custos elevados ao reformular sua infraestrutura física e digital - aposta na aceleração da digitalização em meio à pandemia.

A computação em nuvem cresceu conforme as empresas em todo o mundo buscam migrar seus sistemas, um benefício para provedores como Amazon, IBM e Microsoft - mas também atraindo o controle para potenciais riscos regulatórios e de segurança cibernética que envolvem as operações totalmente baseadas em nuvem.

(Por Clara-Laeila Laudette)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5047 2838))

REUTERS PVB AAP

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos