Temer defende política externa universalista e diz que Brasil não é "paiseco" que faz coisas sem amparo legal

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Michel Temer disse em discurso a formandos do Instituto Rio Branco nesta quinta-feira que a política externa do Brasil é universalista, sem influências ideológicas, e aproveitou para alfinetar a ex-presidente Dilma Rousseff, que tem falado no exterior ter sido vítima de um golpe que a derrubou do poder.

"As pessoas lá fora imaginam que esse país é um 'paiseco' que vai fazendo as coisas sem amparo legal, constitucional", disse Temer no Itamaraty. "Essa é a hora que os senhores terão a oportunidade de falar sobre o Brasil, um novo país de oportunidades, que nasce dessa reforma, do vigor das instituições."

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)