Temer diz não ver condições para apoio a Lula no 1º turno

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ex-presidente Michel Temer (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Ex-presidente Michel Temer (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)

O ex-presidente Michel Temer, uma das principais lideranças do MDB, afirmou não enxergar condições de apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no primeiro turno da eleição presidencial deste ano.

Lideranças do MDB e do PT estavam negociando apoios para o pleito de outubro, mas as tratativas foram prejudicadas após a ex-presidente Dilma Rousseff reagir a uma declaração de Temer, de que ela era “honestíssima”. Em resposta, a petista disse que Temer tenta limpar sua "inconteste condição de golpista”, referindo-se ao impeachment.

Para Temer, a declaração de Dilma foi “violenta e grosseira. "A grave acusação que fiz foi chamá-la de honesta”, falou ele à coluna da jornalista Andréia Sadi, da GloboNews.

Temer disse também que a dificuldade na aliança entre MDB e PT é anterior à reação de Dilma.

"Pelo que tenho ouvido, o partido quer seguir com candidatura própria, não vejo condições para o apoio no primeiro turno”, avaliou.

A candidata do MDB para a Presidência da República é a senadora Simone Tebet.

De acordo com a coluna da jornalista, nos bastidores, lideranças do MDB acreditam que a convenção para oficializar a candidatura de Tebet deve ser judicializada pela ala do partido que quer apoiar Lula, como o senador Renan Calheiros.

"Eles mandam emissários, mas como vamos apoiar se eles falam que é golpe? Se falam que a reforma trabalhista, que eu fiz, é escravocrata? Querem destruir com meu governo", disse o ex-presidente.

Sobre um apoio no segundo turno, Temer afirmou que “aí é outra conversa, é um outro tempo”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos